As origens do Gaúcho

Essa história começa com as nações indígenas que viviam no Pampa Gaúcho, os Charruas e Minuanos. O Gaúcho é fruto da mistura de povos com base Indígena, pois tem fortes heranças culturais desses povos como, por exemplo, o hábito de tomar chimarrão.

Espanhóis e Portugueses viviam brigando pela posse das terras do Rio Grande do Sul, onde viviam os Indígenas. Quando os Espanhóis vieram tomar posse das terras do Rio Grande do Sul eles fundaram cidades onde os Indígenas viviam, plantavam e criavam gado e cavalos. Essas cidades eram chamadas Missões Jesuíticas. Porém os Portugueses acabaram destruindo essas cidades.

Com essa destruição, o gado que era criado nas missões ficou solto, tornando-se selvagem. Os Indígenas que restaram da destruição dessas cidades passaram a capturar esses animais e se alimentar de sua carne, utilizando também o couro para fazer todo tipo de objeto, desde roupas, abrigos para o frio até objetos para andar a cavalo (arreios).

Dessa forma surgiu o Gaúcho: eram pessoas que viviam em bandos ou solitários, sempre à cavalo, sem um lugar certo para viver. Suas mulheres eram chamadas de “Chinas”. Eles eram totalmente livres e não respeitavam leis nem regras, andavam sempre armados, sendo corajosos e destemidos. A palavra “Gaúcho” vem da língua indígena Quechua, e significa “filho de mãe indígena com um forasteiro”, ou seja, o Gaúcho é uma mistura dos povos Indígenas, Portugueses, Espanhóis e outros.